O uso intenso do celular te traz diversos problemas físicos e emocionais.

554

O avanço da tecnologia nas últimas décadas mudou a vida de uma grande parcela da população mundial. Estes avanços tecnológicos alteraram a forma de como nos relacionamos e comunicamos. Atualmente no Brasil, mais de 130 milhões de pessoas tem acesso à internet, em 2016 o País ficou em segundo lugar com mais usuários de WhatsApp no mundo, perdendo apenas para África do Sul. De acordo com uma pesquisa, o brasileiro fica cerca de 4 horas e 40 minutos on-line nos celulares todos os dias.

http://serfelizeserlivre.blogspot.com

Os dispositivos móveis tomaram conta de nossas vidas a uns 15 anos atrás, e temos a sensação de que fazem parte dela desde sempre. Os dispositivos móveis se tornaram companheiros quase inseparáveis, nos acompanham em todos os lugares que vamos, até mesmo ao banheiro. Os benefícios trazidos por eles são diversos, entre eles: tornar a comunicação mais rápida e otimizada, automatizar tarefas da vida prática, como pagar contas, fazer compras e até facilitar o aprendizado. Porém, o uso excessivo dos aparelhos tem se tornado um problema, trazendo complicações físicas e emocionais.

Os usos inadequados dos aparelhos causam inúmeros problemas, entre eles:

Inflamação no tendão do dedo

De acordo com a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, inflamação nos tendões ocasionada por movimentos repetitivos (tendinite) tem se tornado um problema crescente na sociedade moderna. A inflamação ganhou até um nome, “WhatsAppinite”, que é resultante dos movimentos repetitivos que sobrecarregam o tendão que flexiona e que estende o polegar, causando uma inflamação que leva à dor e ao inchaço.

https://tudoela.com

 Se essa tendinite não for tratada, e o indivíduo continuar a exercer o uso de telefone com a inflamação, o problema pode se agravar estendendo para mão e punho.

Dores no pescoço

Peso exercido na cervical aumenta conforme o ângulo de inclinação da cabeça https://catracalivre.com.br

Peso exercido na cervical aumenta conforme o ângulo de inclinação da cabeça

É muito comum ao usarmos o smartphone olharmos para baixo enquanto sustentamos o dorso do corpo. Em uma posição neutra a cabeça pesa cerca de 5 a 6 quilos, mas quando inclinada para baixo pode chegar a 27 quilos. É como se ele com uma criança de 6 a 7 anos em cima do pescoço.

Consequências emocionais nas crianças

Um estudo mostra que crianças menores de 13 anos podem desenvolver bem mais facilmente uma dependência do aparelho, devido à falta de maturidade no cérebro. Porém não só as crianças desenvolvem esse vício. Os problemas mais comuns que podem ser apresentados com a dependência, são ansiedade, impulsividade e perda na capacidade de relação social.

https://www.bonde.com.br

Muitas das vezes os dispositivos fornecem as crianças um conteúdo que pode não ser apropriado para a idade dela. Ou seja, eles podem acessar tudo que quiserem sem monitoração dos parentes.

Perda de sono

Diversos estudos comprovam que a utilização de aparelhos móveis é responsável por sonos interrompidos e desempenho acadêmico piorado. Os estudos explicam que a dois fatores nos celulares que implicam na insônia, o primeiro é que a forte luz azul do aparelho provoca estímulos e a segunda é que pessoa fica conectada deixando o cérebro ativo em um momento que deveria ser de descanso.

Desenvolver papadas e rugas.

Opa! Como assim? Isso mesmo, o uso excessivo dos celulares pode comprometer no seu visual. De acordo com cirurgiões plásticos, “A inclinação frequente da cabeça para baixo para olhar o celular, tablet ou outro dispositivo, pode causar as chamadas rugas ‘Tech Neck“, diz. “Os movimentos musculares realizados a todo o instante em uma pele muito fina, pouco hidratada e praticamente sem glândulas sebáceas produzem inicialmente pequenas linhas, que com o passar do tempo vão se acentuando.” Realmente um famoso vicio de postura que deve ser mudado.

Após ter lido todo o conteúdo, repense e altere seus hábitos referente ao uso de celular.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Você pode gostar também

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, assim que desejar. Aceitar Leia mais

estatistica